9.9.13

TRABALHANDO COM O MENINO MALUQUINHO


PLANO DE AULA
 O MENINO MALUQUINHO


Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Estimular a leitura e ensinar a criança a ouvir é essencial no ambiente escolar.
A partir destas atividades os alunos poderão:
- Interessar pela leitura.
- Aprender a ouvir.
- Reconhecer como se estruturam os livros (capítulos, paginação, etc).
-Identificar os dados que compõem a capa de um livro.
-Localizar as diferenças dialetais da linguagem oral e escrita.
-Enriquecer o vocabulário, a oralidade e a socialização.
-Elaborar uma poesia por meio de uma releitura.
-Descrever a confecção de uma pipa utilizando um texto instrucional.

Duração das atividades
Quatro aulas de 60 minutos cada uma.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Professora é importante que seus alunos sejam alfabéticos.

Estratégias e recursos da aula

Aula interativa.
Leitura do livro “O menino Maluquinho” do Ziraldo. Editora Melhoramentos.
Poderá também utilizar a sala de multimídia.

Primeira Aula: Duas (2) aulas de 60 minutos cada uma
Professora o autor do livro Menino Maluquinho, Ziraldo, consegue falar do universo infantil e das situações do cotidiano da criança de forma criativa e poética, por isso trabalhar com ele é sempre prazeroso para as crianças.
Crie um ambiente que estimule a curiosidade e amplie a expectativa nos alunos, deixando recados na sala com uma semana de antecedência:
“Em breve receberemos uma visita especial em nossa sala”.
“Ele está chegando... Quem será”?
“Ele é levado da breca, mas é muito amigo, chegará nesta... feira.”

  
No dia marcado para a visita, combine com alguém para que se caracterize de Menino Maluquinho para entrar quando for apresentar a história. Questione quem eles acham que é este menino, como se chama, onde vive....

A HORA DA HISTÓRIA
  

Organize a sala de aula e verifique se os alunos estão confortáveis. Inicialmente apresente a capa do livro e vá identificando os dados que o compõe e porque são importantes.
Leia o livro imitando o timbre de voz infantil quando for a fala do Menino Maluquinho. É um livro com falas curtas e sua leitura é muito interessante, prende a atenção das crianças.
Terminando a leitura faça uma discussão com os alunos a respeito da história, observando que o autor usa expressões diferentes na fala quando se refere ao menino.
Pontue as brincadeiras que o menino faz e que eles também gostam de brincar, o que não gostam, se acham alguma atitude dele perigosa ou inconveniente e o porque e também poderá ter a opção de apresentar-lhes o filme do Menino Maluquinho, porém não deixe o livro perder sua magia, por isso apresentá-lo e estimular a leitura no livro é muito importante. 

CONHECENDO A TURMA DO MALUQUINHO

Este todo mundo conhece. Alegre, agitado e criativo, o Maluquinho não pára nunca. Sua mãe, Naná, e seu pai, Carlinhos, têm muito trabalho com ele, mas o adoram. Dona Naná está sempre pedindo a ele que arrume a bagunça do quarto, e seu Carlinhos já se acostumou a emprestar aquele paletó azul que o Maluquinho gosta de vestir. Mas ninguém sabe por que ele gosta tanto de usar uma panela na cabeça. Pode arriscar um palpite. O Junim acha que ela é mágica, mas nunca conseguiu provar.

É a namoradinha do Maluquinho, mas daquele jeito: às vezes separa, depois volta, separa de novo... Espertíssima e decidida, é a líder das brincadeiras, além de ser a maior fofoqueira da área. Pra ela, nada é impossível de fazer. Ela tem um gatinho azul chamado Romeu, muito manhoso, igual à dona.

É o melhor amigo do Maluquinho. Muito fiel, corajoso e simpático, o único problema dele é que ele só fala besteira, coitadinho. Entende tudo errado, confunde as coisas e é um sufoco pra ele aprender o que a professora tenta ensinar. Mas talvez seja isso que faz todo mundo gostar dele. Ele sempre vai ter um sorriso pra você.

É uma menina muito certinha. Ainda se veste como as meninas de antigamente, fala baixinho e é muito romântica. Mas não pensa só em príncipes, não. O romantismo dela é um tipo de idealismo. Ela quer melhorar o mundo. Por isso, tornou-se ecologista e vegetariana. Isso quer dizer que ela nunca come carne. Prefere a “alimentação natural”.

É o “cérebro” da turma. Como adora ler e vive com livros embaixo do braço, tem sempre uma informação preciosa para dar aos amigos. Também por isso é sempre o primeiro da classe, o “exemplo” que a professora mostra para a turma. O único problema é que, como ele é um intelectual, vive “encucado”.

É a garota mais bonita da turma, por isso, é cobiçada por todos os meninos. Também, ela passa o dia todo fazendo ginástica e se embelezando. Para falar a verdade, é uma autêntica “perua”. Deve ser por influência da mãe dela, que sonha em torná-la uma modelo-atriz-socialaite cheia da grana. O resultado é que a Shirley esquece um pouco de pensar.

Por ser o mais novinho e o mais baixinho da turma, além de usar óculos, fica chateado com as caçoadas dos colegas e tenta descontar de qualquer maneira. Acaba se tornando um “cri-cri”. Pessimista, desconfiado, mal-humorado, sempre fala alguma coisa chata só para contrariar. Mas todo mundo sabe que isso é apenas uma máscara dele. É um dos maiores amigos do Menino Maluquinho.

É um dos vizinhos do Menino Maluquinho. Sugiro é descendente de japoneses e, como a maioria deles, é muito obediente, quietinho e aplicado nos estudos. A sua maior paixão é o computador. Passa tanto tempo na Internet que a mãe dele precisa arrastá-lo para fora do quarto. O único que consegue fazer ele brincar na rua é o Maluquinho.

É o oposto do Menino Maluquinho. Machão, mal-humorado e tapado, fica irritado com a alegria do Maluquinho e está sempre querendo dar uns tabefes nele. Mas, como o nosso amigo é muito mais esperto, sempre engana o grandalhão. O Herman lidera uma outra turminha de meninos como se fosse um general. Isso é influência do pai e do avô dele, que são militares.

É a irmãzinha do Bocão. Apesar de ser a menor da turma, faz questão de participar de todas as aventuras. Se o Bocão não quer levá-la, ela ameaça contar tudo para a mamãe. O que é bom, pois ela é muito mais inteligente e madura que o irmão.
Registrando no caderno

EXPLORAÇÃO DA CAPA DO LIVRO “O MENINO MALUQUINHO”
Professor/a depois de explorar a capa do livro, proponha a seguinte atividade:

1) Anote a seguir algumas informações importantes sobre o livro “O Menino Maluquinho”:
Nome do autor:______________________________________
Nome da editora:_____________________________________
Número da edição:____________________________________
Ano da publicação desta edição:_________________________
2) Quais as palavras que foram escritas em destaque na capa?
_________________________________________________
3) Qual imagem foi colocada na capa?__________ _________
Por quê?___________________________________________
4) Quem foi o ilustrador?_____________________________ __

MINHA OPINIÃO SOBRE O LIVRO

- Professora explore o livro no sentido de estimular a leitura e não como uma cobrança de
memorização de fatos. Procure estimular seus alunos a refletirem sobre a história. Aproveite a exploração oral e sistematize:

1- Dê sua opinião:
a) O que o Menino Maluquinho gosta de fazer?
b) Quais brincadeiras que o Menino Maluquinho faz e que você considera perigosas? Justifique sua resposta.
c) Você gostou desta história? Justifique.

Segunda aula:

Poesia “O menino maluquinho”
E a pipa                                                                     
quem fazia
era mesmo o menininho
pois ele havia aprendido                                      
a amarrar linha e taquara
a colar papel de seda
e fazer com polvilho
o grude para colar
a pipa triangular
como o papai
lhe ensinara
do jeito que havia
aprendido
com o pai
e o pai do pai
do papai.


ZIRALDO, O menino Maluquinho. In: MARQUES, Yolanda. A mágica de aprender (livro integrado). São Paulo: Companhia Editora Nacional. V. 4

ORIENTAÇÕES:- Professor explique para os alunos como se estrutura uma poesia e porque lemos e escrevemos poesias.

Problematize:
- Quantos versos e estrofes a poesia possui?
- Qual é o título da poesia? E o autor?
- Qual o tema da poesia?
- Onde encontramos este tipo de texto?
Aproveite a poesia e trabalhe a sua interpretação escrita e as dificuldades ortográficas que os seus alunos apresentam.
Professora sempre que trabalhamos com histórias ou poesias do Ziraldo, faz-se necessário explorar o sentido das expressões e a linguagem coloquial (a língua coloquial, é uma variante espontânea, utilizada nas relações informais entre dois ou mais falantes. É a língua do cotidiano, sem muita preocupação com as normas) que ele utiliza, pois algumas não fazem parte do contexto das crianças. Veja uma sugestão de atividade que poderá ser utilizada para trabalhar essas expressões.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES QUE PODEM SER CRIADAS A PARTIR DA POESIA:
1) Numere a palavra grifada ao seu significado e depois reescreva a frase utilizando a palavra substituída.

a) Rabeava lá no céu ( ) arranco
b) Dava tranco ( ) voava
c) Amarrar linha e taquara ( ) muito
d) Rodopiava adoidado ( ) bambu
2) Quem ensinou o menininho a fazer pipa? Qual parte da poesia que fornece esta informação?

3) Descubra na poesia o mater ial que o maluquinho usou para fazer pipa.
4) Complete o quadro com palavras retiradas da poesia:

Trissílaba
No diminutivo
Sinônimo de pregar
Masculino de mãe
Antônio de desfazer

PRODUZINDO TEXTO
-Professor organize os  alunos em duplas e proponha que releiam a poesia do Ziraldo e a partir dela criem uma poesia que fale de algo que eles gostam de fazer.
Este é um trabalho de releitura, além de trabalhar a criatividade ele possibilita a organização de ideias a partir da intertextualidade.
Depois que elaborarem a poesia solicite que leiam para os/as colegas e exponha no mural da sala ou no varal de poesias.

TRABALHANDO COM TEXTO INSTRUCIONAL

-Propor como tarefa de casa que eles confeccionem uma pipa e escrevam como fizeram, ou seja, as instruções para que os colegas possam ler e também fazerem utilizando o mesmo material e procedimentos.
Elabore um bilhete e envie aos pais, convidando-os para participarem desta atividade com os filhos, mas caso a realidade de seus alunos seja de pais que não têm uma participação efetiva com relação às questões escolares, mude sua proposta.

Veja outras sugestões a seguir:
 5. Quem é o autor dessa história em quadrinhos?

6. Você sabe o que é "script"? Por que essa palavra está entre aspas?

7. Observe o primeiro quadrinho. Como é possível saber que a menina estava cantando?

8. Agora observe o segundo quadrinho. Por que a palavra "GRÁÁÁ" está escrita com letras maiores do que as outras?

9. Qual a reação da menina no segundo quadrinho? O que demonstra isso?

10. Observe o terceiro quadrinho. Qual o significado da palavra "bufar"? Encontre um sinônimo para essa palavra.
TRABALHANDO COM BIOGRAFIA






O Menino Maluquinho
Milton Nascimento

Vida de moleque é vida boa
Vida de menino é maluquinha
É bente-altas, rouba bandeira
Tudo que é bom é brincadeira

É bente-altas, rouba bandeira
Tudo que é bom é brincadeiraO menino é o dono do mundo
E o mundo não é mais que uma bola
O menino não conhece perigo
Tem um anjo da guarda na sua colaVida de moleque é vida boa
Vida de menino é maluquinha
É bente-altas, rouba bandeira
Tudo que é bom, é brincadeiraO tempo do menino maluquinho
É um tempo que existe só na infância
Mas ele é eterno em todos nós
Ele gruda em nós feito esperançaVida de moleque é vida boa
Vida de menino é maluquinha
É bente-altas, rouba bandeira
Tudo que é bom é brincadeira


MÚSICA
O MENINO MALUQUINHO
Marcial Salaverry
Sou o menino maluquinho...
Pelas maluquinhas sou doidinho...
Adoro suas maluquices, sem muitas esquisitices...
Assim vamos nos maluquecendo, das tristezas esquecendo...
Brincando, namorando,
beijando, a vida vamos levando,
o mais malucadamente possivel,
nesta nossa amizade incrível...
Melhor ser maluquinho feliz,
do que sisudinho infeliz...

1) Numere a palavra grifada ao seu significado e depois reescreva a frase utilizando a palavra substituída.UGESTÕES DE ATIVIDADES QUE PODEM SER CRIADAS A PARTIR DA POESIA:
a) Rabeava lá no céu ( ) arranco
b) Dava tranco ( ) voava
c) Amarrar linha e taquara ( ) muito
d) Rodopiava adoidado ( ) bambu
2) Quem ensinou o menininho a fazer pipa? Qual parte da poesia que fornece esta informação?
3) Descubra na poesia o material que o Maluquinho usou para fazer pipa.
MONTE O MALUQUINHO E ELABORE UMA TRAQUINAGEM QUE ELE FARIA:













COMENTE ESTA TIRINHA:
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Avaliação
A avaliação é fundamental no processo ensino aprendizagem, pois ela oferece informações valiosas para que possa redirecionar seu trabalho. Atenção ao envolvimento dos alunos no decorrer das atividades. Registro do que eles demonstram aprender e o que apresentam dificuldades, assim você poderá retomar o que considerar que não ficou claro ou que necessita de outra estratégia


Um comentário:

  1. Olá Professora Lúcia, gostaria de saber se tem como eu baixar e ter acesso a todo esse projeto , plano de aula e as atividades também!! Tenho um projeto para ser desenvolvido exatamente do Menino Maluquinho.
    Grata desde já

    ResponderExcluir

Adoro ler seu comentário! Beijos!

Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS