19.1.11

A LEITORA DE PABLO PICASSO

Se a obra de Klee já nos faz questionar um pouco mais sobre a verdade, tal como a Laura comentou "... e essa forma meio abstrata e com traços humanos nos faz ficar mais tempo parados e admirando-a, e entendendo ela". Não seria então a arte moderna uma proximidade com a intimidade nossa, com algo de misterioso que existe tanto na obra quanto em mim. Assim, se Picasso tivesse optado em pintar a Guernica de forma figurativa e realista, será que ele não teria fechado a compreensão, não permitindo novas interpretações da obra, tornando-a mais vulnerável, mais humana?
Bem como disse o Célio, "a imagem de Klee me fez pensar em poder desenvolver uma sensibilidade maior em relação a arte e a natureza". Já que estamos nos possibilitando às essas aberturas com a arte vale conhecermos um pouco mais de Pablo Picasso.



A Leitora, 1932
Pablo Picasso
Óleo sobre tela
Museo Picasso

7.1.11

MÔNACO 2º MENOR PAÍS DO MUNDO

PRINCIPADO DE MÔNACO


Bandeira Nacional do Principado de Mônaco



Lema: “DEO JUVANTE” (“Com a Ajuda de Deus”, em latim)
Monaco – Principauté de Monaco
Capital – Mônaco-Ville.
Religião – Cristianismo 90,3% (católicos), outras 9,7% (1993).
Chefe de Estado – príncipe Rainier III (em 1949). Albert II (desde 2004). Dinastia: Grimaldi.
Moeda (numismática) – euro (01/01/2002). Anteriormente, franco francês.
O pequeno Estado de Mônaco se localiza na Riviera Francesa, na costa mediterrânea da França (Côte d’Azur), próximo a Nice e da fronteira com a Itália.
Com área de apenas 1,95 km², Mônaco é um dos mais luxuosos locais de turismo do mundo. O minúsculo Principado é formado por quatro pequenos distritos, sendo o maior deles Monte Carlo, com 13 mil habitantes, onde fica o conhecido cassino que leva seu nome.
Independente desde o século XIII, com alguns períodos de interrupção, Monte Carlo é famosa por sua sofisticação, por seus cassinos e porque em suas ruas se realiza o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 – um dos grandes eventos do país.
Não existem partidos políticos no Principado. O chefe de Estado é o príncipe Rainier III e os 18 membros do Conselho Nacional são eleitos diretamente.
O ano de 2004 marcou o aniversário de 75 anos de Grace Patricia Kelly que nasceu na Philadelphia e se tornou Princesa de Mônaco em 1956, também o aniversário de 40 anos da Fundação Princesa Grace, aimed at helping the artistas e at supporting the crianças no hospital. O “Rose Garden” e a “Irish Library”, dedicados à princesa, celebram 20 anos de criação. Endly, uma estátua representando a Princesa Grace, criada pelo artista Daphné Du Barry, está localizada em frente do “Princess Grace Hospital” e foi inaugurada em 2003. Abaixo, selo “Statue du Barry” emitido em 29/01/2004.
Cartão-postal número 115 que mostra um panorama de Monte Carlo, 1928.
volta ao topo

História de Mônaco
A região já é conhecida dos fenícios, gregos, cartagineses e romanos... Em 1191, Gênova toma posse do território e, em 1297, o Sacro Império Romano-Germânico outorga a nação à família genovesa Grimaldi. A família francesa dos Goyon-Matignon sucede os Grimaldi, adota seu nome e alinha Mônaco com a França.
Em 1793, a Monarquia Grimaldi é deposta pelo regime revolucionário da França, que anexa Mônaco. A família real retorna com a queda de Napoleão Bonaparte, em 1815. No ano seguinte, o Congresso de Viena coloca Mônaco sob proteção do Reino da Sardenha, mas o território volta ao domínio francês em 1848.
Em 1861, um tratado restaura a soberania e outro, em 1918, prevê que a sucessão ao trono tenha a aprovação do governo francês e que, se a casa Grimaldi for extinta, o Principado se tornará protetorado francês...
Em 1962, o príncipe Rainier III outorga nova Constituição e estabelece um Parlamento eleito por sufrágio universal. O governo passa a ser dirigido por dois ministros – que devem ser cidadãos franceses – e três conselheiros representantes do príncipe.
Em 1993, o país torna-se membro da ONU e integra a União Européia. Ao longo de 1997, Mônaco comemorou os 700 anos da dinastia dos Grimaldi à frente do Principado. O aniversário é em 8 de janeiro, mas o apogeu das comemorações acontece durante três dias de festejos em agosto...
O Museu Oceanográfico de Mônaco (Musée Océanographique) foi fundado e inaugurado pelo Príncipe Alberto I, em 1910. Neste museu encontra-se a mais completa fauna e flora do Mediterrâneo. Tem 85 metros de altura, levou 11 anos para ser construído, usando-se 100 mil toneladas de pedra. Abaixo, bloco com 4 selos emitido em 1992 que mostra golfinhos (cetáceos) do Museu Oceanográfico de Mônaco. Yvert B: 56.
volta ao topo

Os primeiros selos postais monegascos, com a efígie do Príncipe Charles III, apareceram em julho de 1885. Eles foram utilizados sozinhos ou em conjunto com selos franceses durante 6 meses; depuis lors, eles assurent exclusivamente les affranchissements au départ do Principado, sur les courriers sempre acheminés e distribuídos pela administração postal francesa em Mônaco.
O primeiro selo postal foi emitido em 07/1885 (Scott: 1, SG: 1), com valor facial de 1 centime (oliva), ele mostra a efígie do Príncipe Charles III.
O primeiro selo comemorativo data de 1921 (Scott: 30, SG: 48), com valor facial de 5 c (verde), ele foi remarcado com a sobrecarga preta “28 DÉCEMBRE 1920” no selo de 1901 (Scott: 14) e marca o Aniversário da Princesa Antoinette.



FILATELIA
Franceses 47%, monegascos 16%, italianos 16%, ingleses 4%, belgas 2%, suíços 1%, outros 14% (1996), compõem a população de nacionalidade monegasca ou, em francês, “monégasque”.
O idioma oficial é o francês, embora também se fale o monegasco – mistura do provençal com o dialeto italiano da Ligúria...
► “Girafa” em diferentes línguas em Mônaco – girafe (francês) – ? (monegasco)


1972
Envelope de Primeiro Dia “17º Congres International de Zoologie”, da série “Congresso de Zoologia”. Lista de Faltas...
Série de 3 valores “Congrès de Zoologie”, emitida em 1972 sobre o XVII Congresso Internacional de Zoologia, cujos selos mostram: 30c (aves, mamíferos), 50c (deuses, Netuno?, répteis) e 90c (pássaros, peixes, anfíbios)... Scott: 843/845. Veja página Zoológicos Europeus!



1978
Série “NOËL” ou “L’enfant à la lettre”, um selo com valor facial de 1 franco. Scott: 1128. O selo mostra uma menina com envelope e girafa, entre outros animais e objetos, alusivo aos sonhos e supostos presentes natalinos...
volta ao topo

01 March 2007 – Daily Photo Theme – Men at Work (IMG_0286)
http://monte-carlo-daily-photo.blogspot.com/2007/03/men-at-work.html
Here you see the zoo keeper feeding the two giraffes who came to Monaco for the Circus Festival last month. And what is he feeding them? Why – French bread of course – une baguette, bien sûr!
volta ao topo

Outras emissões:
1949 – Instituto de Antropologia e Paleontologia
1959 – Mimosa
1961 – Salve os Monumentos da Núbia
1970 – Lascaux
1972 – Jean de La Fontaine
1972 – Scott: 827. Anti-poluição. JT
1978 – Guliver
1980 – Michel de Montaigne
1981 – PicassoRembrandt
1987 – Scott: 1601/1602. Newton. NT
1990 – Champollion
1994 – AIDS
1995 – Scott: 1949. Intl. Council of Wildlife Conservation 6fr. St. Hubert. JT
1995 – Scott: 1980. Monagasque Assoc. for Protection of Nature. NT
1995 – Lumière
1996 – René Descartes
1997 – Botticelli
2001 – Estátua de David
2002 – Museu de Antropologia Pré-histórica
2002 – Leonardo da Vinci
2002 – Victor Hugo
2004 – Marco Polo
2005 – Plutão e Netuno
2006 – Léopold Sédar Senghor
2006 – AIDS
2009 – Barbie
Visita: Costa francesa do Mediterrâneo to Mônaco by car (ida e volta), em 08/1996.
Standard ISO: MC – Adesão UPU: 12/10/1955
O Principado do Mónaco ou de Mônaco é um microestado situado no sul da França e faz costa com o mar Mediterrâneo. Possui aproximadamente uma área de dois quilómetros quadrados (sendo o segundo menor Estado do mundo, atrás apenas do Vaticano) e é o estado com a densidade populacional mais alta do mundo.
Mónaco é um dos seis microestados da Europa e é governado há mais de sete séculos pela família Grimaldi
A área hoje ocupada pelo Principado do Mónaco era já habitada desde a pré-história. Um rochedo, projetado sobre as águas doMar Mediterrâneo, serviu de refúgio a várias populações primitivas. Os lígures, primeiros habitantes sedentários da região, eram montanheses acostumados a trabalhar em condições adversas. A costa e o porto eram a saída para o mar de um destes povoados lígures, Oratelli de Peille.

Geografia
Mónaco é um pequeno principado situado ao sul da França. O território monegasco, ampliado em mais de 30 ha entre 1969 e 1972, com terrenos ganhos no mar, estende-se por quase 3 km, ao longo da costa ligúrica-provençal.
O principado encontra-se protegido pelos contrafortes dos Alpes Marítimos (Tête de Chien, 573 m; monte Agel, 1.100 m).
Goza de um clima mediterrânico muito suave no inverno e apresenta uma vegetação exuberante, o que explica que, em meados do século XIX, se tenha convertido em estância balneária e se tornado um centro turístico de fama mundial.

Clima
O clima é Mediterrâneo, com verões quentes e secos e invernos suaves e úmidos. Primaveras e Outonos são estações de transição. As temperaturas médias variam de 18 °C a 27 °C no Verão, de 9 °C a 19 °C no Outono, de 11 °C a 21 °C na Primavera e de 6 °C a 12 °C no Inverno.
Demografia
Apenas 16% dos habitantes são monegascos. Os demais habitantes são franceses (47%), italianos (16%) e outros (21%).
O idioma oficial é o francês, mas falam-se várias outras línguas devido às variadas origens de seus habitantes. Dentre estas as principais são o monegasco, o inglês e o italiano.
A religião predominante é o Catolicismo, mas há também anglicanos, judeus e protestantes.

Política
§  Forma de Governo - Monarquia Constitucional.
§  A Constituição atual está em vigor desde 17 de dezembro de 1962.
§  O Príncipe Rainier III foi soberano e chefe de Estado de 9 de Maio de 1947 até Março de 2005, quando foi substituído pelo seu filho Albert II. Morreu no dia 6 de Abril de 2005, após complicações com uma infecção do pâncreas.
§  Jean-Paul Proust é o primeiro-ministro e chefe de governo desde julho de 2005.
§  O legislativo possui uma câmara com 24 membros eleitos para um período de 5 anos.

Forças armadas
O Mónaco tem uma capacidade militar muito limitada, e que dependem inteiramente de seu maior vizinho, a França, para a defesa face a uma agressão externa.
Subdivisões

Mónaco está dividido em dez bairros ou quarteirões (quartiers, singular - quartier):
Economia
Além das finanças, a economia monegasca é movimentada em grande parte pelo setor imobiliário: as duzentas empresas de construção civil são a força motriz da economia.
O turismo é uma das mais importantes fontes de renda do país. O setor hoteleiro é dinâmico: 2.500 quartos que recebem, ao ano, 225 mil visitantes.
Mas o maior atrativo do Mónaco é a fama de "paraíso fiscal" do principado: lá, os investidores não estão sujeitos a impostos sobre renda.
Em Mónaco, cultivam-se frutas cítricas em seu pequeno território interior.
Infraestrutura
Transportes
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/1/1d/Train_station%2C_Monaco.jpg/250px-Train_station%2C_Monaco.jpg
http://bits.wikimedia.org/skins-1.5/common/images/magnify-clip.png
Estação ferroviária do Mónaco.
Ferrovias
§  total: 1,7 km
§  standard gauge: 1,7 km 1 435-m gauge
Rodovias
§  total:50 km
§  pavimentados: 50 km
§  não pavimentados: 0 km (1996 est.)
Portos
§  2: Hercule (velho) e Fontvieille (novo)
§  Marinha mercante: 0 (1999 est.)
Aeroportos
§  Está ligado ao aeroporto de Nice França através de helicopter service.
Heliportos
§  1 serviço entre o aeroporto internacional de Nice e o heliporto de Fontvielle.
Educação
O Mónaco tem dez escolas estatais, incluindo: sete creches e escolas primárias, uma escola secundária, o Colégio Carlos III; um liceu geral que proporciona uma formação tecnológica, Lycée Albert I; e um liceu profissional que oferece formação hoteleira, o Lycée technique et Hôtelier de Monte-Carlo. Existem também duas escolas privadas de confissão católica, a Instituição François d'Assise Nicolas Barré e a École des Dominicaines sœurs, e uma escola internacional, a Escola Internacional do Mónaco.
Em relação às universidades, existe a Universidade Internacional do Mónaco.
Comunicações
Cultura
Desportos
A equipa de futebol Association Sportive de Monaco Football Club participa do Campeonato Francês, tendo sido vice-campeão da Champions League na temporada 2003/2004. No entanto, Mónaco é bastante conhecido pelo seu tradicional GP de Fórmula 1, o Grande Prêmio do Mónaco.

5.1.11

JULIETA

Romeu e Julieta pertence a uma tradição de romances trágicos que remonta à antiguidade. Seu enredo é baseado em um conto da Itália, traduzido em versos como A Trágica História de Romeu e Julieta por Arthur Brooke em 1562, e retomado em prosa como Palácio do Prazer porWilliam Painter em 1582. Shakespeare baseou-se em ambos, mas reforçou a ação de personagens secundários, especialmente Mercúcio e Páris, a fim de expandir o enredo. O texto foi publicado pela primeira vez em um quarto[a] de 1597 mas essa versão foi considerada como de péssima qualidade, o que estimulou muitas outras edições posteriores que trouxeram consonância com o texto original shakespeariano.
A estrutura dramática usada por Shakespeare—especialmente os efeitos de gêneros como a comutação entre comédia e tragédia para aumentar a tensão; o foco em personagens mais secundários e a utilização de sub-enredos para embelezar a história—tem sido elogiada como um sinal precoce de sua habilidade dramática e maturidade artística. Além disso, a peça atribui distintas formas poéticas aos personagens para mostrar que eles evoluem; Romeu, por exemplo, fica mais versado nos sonetos a medida que a trama segue.
Em mais de cinco séculos de realização, Romeu e Julieta tem sido adaptada nos infinitos campos e áreas do teatrocinemamúsica e literatura. Enquanto William Davenant tentava revigorá-la durante a Restauração Inglesa, e David Garrick modificava cenas e removia materiais considerados indecentes no século XVIII, Charlotte Cushman, no século XIX, apresentava ao público uma versão que preservava o texto de Shakespeare. A peça tornou-se memorável nos palcos brasileiros com a interpretação de Paulo Porto e Sônia Oiticica nos papéis principais, e serviu de influência para o Visconde de Taunay em seu Inocência, também baseado em Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco, considerado o "Romeu e Julieta lusitano". Além de se mostrar influente no ultrarromantismo português e no naturalismo brasileiroRomeu e Julieta mantém-se famosa nas produções cinematográficas atuais, notavelmente na versão de 1968 de Zeffirelli, indicado como melhor filme, e no mais recente Romeu + Julieta, de Luhrmann, que traz seu enredo para a atualidade.

frase

Sorrisos não têm nada a ver com alegria
Lágrimas não falam apenas de tristeza
Ausência de guerra não é paz
A morte pode ser um fim ou um recomeço
Até o certo é relativo
O adeus pode representar um simples e rápido tchau

2.1.11

MULHERES... VÁ ENTENDER...

CRONOBIOGRAMA FEMININO














1 aos 5 anos:
A mulher não tem a mínima ideia do que ela seja.

5 aos 10 anos:
Sabe que é diferente dos meninos, mas não entende porquê.

10 aos 25 anos:
Sabe exactamente porque é diferente, e tira proveito disso.

25 aos 30 anos: Nessa fase formam 5 grupos distintos:
G1 As que casaram por dinheiro
G2 As que casaram por amor
G3 As que não casaram
G4 As que simplesmente casaram
G5 As inteligentes

G1: descobrem que dinheiro não é tudo na vida, sentem falta de uma paixão.
G2: descobrem que paixão não é tudo na vida, sentem falta do dinheiro.
G3: não importa o dinheiro e a paixão, sentem falta mesmo é de um homem
G4: não entendem por que casaram.
G5: descobrem que ter inteligência não é tudo na vida.


30 aos 35 anos:
Sabe exactamente onde errou e pinta o cabelo de loiro. Vai para o ginásio.

35 aos 40 anos:
Procura ajuda espiritual.

40 aos 45 anos:
Abandona a ajuda espiritual e procura ajuda médica, com psicólogos e cirurgiões plásticos.

45 aos 50 anos:
Graças aos cirurgiões o rabo e barriga voltaram ao normal, o peito ficou melhor do que era e apaixona-se pelo psicólogo.

Após os 50 anos
FINALMENTE DESCOBRE-SE, ACEITA-SE E COMEÇA A VIVER !!!!

...Mas então aparece a osteoporose e o reumatismo, e lixa tudo.

1.1.11

PRESIDENTE DILMA, ELEITA HOJE.



FAIXA PRESIDENCIAL

FOTO OFICIAL 1.1.11
Lista dos Ministérios:
- Casa Civil: Antonio Palocci. Médico. 50 anos. Foi ministro da Fazenda no Governo Lula entre 2003 e 2006, quando renunciou devido às denúncias de corrupção pelos quais foi julgado e declarado inocente. Seu cargo é o mais importante do gabinete e funciona como uma espécie de grande coordenação do Governo.
- Relações Exteriores: Antonio Patriota. Diplomata. 56 anos. Discípulo do chanceler, Celso Amorim, de quem foi até agora vice-chanceler. Foi embaixador nos Estados Unidos (2007-2009) e ocupou diversos cargos em Caracas, Pequim e na ONU.
- Fazenda: Guido Mantega. Economista. 61 anos. Foi ministro do Planejamento, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e titular de Fazenda durante o Governo Lula e permanecerá neste último cargo com Dilma.
- Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior: Fernando Pimentel. Economista. 59 anos. Foi prefeito de Belo Horizonte e integrou a equipe do comando da campanha eleitoral de Dilma.
- Agricultura: Wagner Rossi. Empresário e político. 67 anos. Se mantém no mesmo cargo que ocupa desde março de 2009 no Governo Lula.
- Desenvolvimento Agrário: Afonso Florence. Historiador. 56 anos. Mais dedicado à vida acadêmica e ao sindicalismo do que à política.
- Minas e Energia: Edison Lobão. Jornalista e advogado. 74 anos. Na política desde que foi eleito senador em 1987. Foi ministro de Minas e Energia entre janeiro de 2008 e março deste ano, quando renunciou para concorrer outra vez ao Senador.
- Planejamento: Miriam Belchior. Engenheira. 52 anos. Ocupou diversas funções no Governo Lula e desde março coordena o ambicioso plano de infraestrutura.
- Integração Nacional: Fernando Bezerra Coelho. Político. 53 anos. Foi deputado e até agora era secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.
- Defesa: Nelson Jobim. Jurista. 64 anos. Foi presidente do Supremo Tribunal e ministro da Justiça durante a gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2003). Em 2007 foi convocado por Lula para ocupar o cargo que mantém no Governo de Dilma.
- Desenvolvimento Social: Tereza Campelo. Economista. 48 anos. Mulher da absoluta confiança de Dilma, junto a quem trabalhou em diversos cargos durante os últimos 20 anos.
- Educação: Fernando Haddad. Filósofo. 47 anos. Tem uma longa carreira acadêmica. Permanece no cargo que ocupa desde julho de 2005 e mantém uma estreita relação com Lula.
- Saúde: Alexandre Padilha. Médico. 39 anos. Foi ministro das Relações Institucionais com Lula desde setembro de 2007.
- Trabalho: Carlos Lupi. Administrador. 53 anos. Nomeado ministro do Trabalho por Lula em março de 2007, permanece no cargo com Dilma.
- Previdência Social: Garibaldi Alves. Jornalista. 64 anos. Foi prefeito e desde 1990 mantém uma cadeira no Senado.
- Transportes: Alfredo Nascimento. Matemático. 58 anos. Ocupou esse cargo entre o início de 2007 e março passado, quando renunciou para aspirar a um cargo de governador. Perdeu as eleições e Dilma o nomeou outra vez no mesmo posto.
- Comunicações: Paulo Bernardo. 58 anos. Forjou sua trajetória nos sindicatos bancários e foi ministro do Planejamento desde 2005 no Governo de Lula, quem conhece há três décadas.
- Justiça: José Eduardo Cardozo. Advogado. 48 anos. Milita no PT desde a juventude e é deputado desde 2003. Foi coordenador da campanha de Dilma.
- Meio Ambiente: Izabella Teixeira. Bióloga. 49 anos. Ratificada por Dilma no cargo que ocupa desde abril passado.
- Ciência e Tecnologia: Aloizio Mercadante. Economista. 56 anos. Influente líder do PT e senador desde 2002. Em 1994 foi candidato a vice-presidente na chapa liderada por Lula.
- Cultura: Ana de Hollanda. Cantora e compositora. 62 anos. É irmã do cantor Chico Buarque e dirigiu o Centro de Música da Fundação Nacional da Arte.
- Esportes: Orlando Silva. Político. 40 anos. Foi ratificado por Dilma no cargo que ocupa desde março de 2006.
- Turismo: Pedro Novais. Advogado. 80 anos. Foi deputado durante cinco legislaturas seguidas.
- Cidades: Mário Negromonte. Advogado. 60 anos. É deputado desde 1995.
- Relações Institucionais: Luiz Sérgio Nóbrega. Político. 52 anos. Deputado desde 1999.
Secretarias ou outros organismos com categoria de ministro:
- Banco Central: Alexandre Tombini. Economista de 48 anos. Trabalha há mais de uma década no Banco Central, onde até agora era diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro.
- Secretaria Geral da Presidência: Gilberto Carvalho. Filósofo de 59 anos. Foi chefe de gabinete de Lula, com quem mantém uma estreita amizade desde a fundação do PT, da qual participou como membro de organizações de base da Igreja Católica.
- Direitos Humanos: Maria do Rosário. Pedagoga. 44 anos. Especialista em estudos sobre violência doméstica.
- Igualdade Racial: Luiza Bairros. Socióloga. 57 anos. Histórica militante do movimento dos afrodescendentes do Brasil.
- Políticas para as Mulheres: Iriny Lopes. 54 anos. Dedicou sua vida à política e pertence às correntes mais radicais do PT.
- Pesca: Ideli Salvatti. Física. 58 anos. Uma das fundadoras do PT no estado de Santa Catarina e senadora desde 2003.
- Portos: Leônidas Cristino. Engenheiro. 53 anos. Até agora era prefeito da cidade nordeste de Sobral.
- Assuntos Estratégicos: Moreira Franco. Sociólogo. 66 anos. Foi governador do Rio de Janeiro entre 1987 e 1991.
- Comunicação Social: Helena Chagas. Jornalista. 49 anos. Trabalhou no grupo Globo e no canal de televisão SBT e foi diretora de jornalismo da estatal Empresa Brasil de Comunicação (EBC).
- Advocacia Geral da União: Luís Inácio Lucena Adams. Advogado. 45 anos. Permanece no cargo que ocupa desde outubro de 2009.
- Contraloria Geral da União: Jorge Hage. Advogado. 72 anos. Também segue no cargo que assumiu em junho de 2006.
- Segurança Institucional: José Elito Carvalho Siqueira. General do Exército. 64 anos. Comandou as tropas de paz da ONU no Haiti durante o ano de 2006. EFE



Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS